Linux Mint ou Ubuntu qual a melhor distribuição?

Linux Mint ou Ubuntu qual a melhor distribuição

No mundo linux muitas são as duvidas, e nos do Ultrali tentaremos responder a seguinte pergunta, Linux Mint ou Ubuntu qual a melhor distribuição?

Bem, vamos mostrar nesse post detalhes das duas que são hoje uma das distribuição linux mais usadas e confiável.

Linux Mint

O objetivo do Linux Mint é produzir um sistema operacional moderno, elegante e confortável, que seja poderoso e fácil de usar.

O Linux Mint é uma das distribuições Linux de desktop mais populares e usado por milhões de pessoas.

Algumas das razões para o sucesso do Linux Mint são:

  • Funciona imediatamente, com suporte multimídia completo e é extremamente fácil de usar.
  • É livre de custos e de código aberto.
  • É dirigido pela comunidade. Os usuários são encorajados a enviar feedback ao projeto para que suas idéias possam ser usadas para melhorar o Linux Mint.
  • Baseado no Debian e no Ubuntu, ele fornece cerca de 30.000 pacotes e um dos melhores gerenciadores de software.
  • É seguro e confiável. Graças a uma abordagem conservadora de atualizações de software, um exclusivo
  • Gerenciador de Atualizações e a robustez de sua arquitetura Linux, o Linux Mint requer pouca manutenção (sem regressões, sem antivírus, sem anti-spyware … etc.).

O Linux Mint é projetado para ser confortável e fácil de usar, mas também poderoso e configurável. Tudo é feito para tornar a experiência do usuário melhor.

O Linux Mint fornece versões de Suporte de Longo Prazo (LTS) que são suportadas por um período de 5 anos, os drivers proprietários, como os drivers da ATI ou da nVidia, são fáceis de instalar.

MATE, Xfce ou Cinnamon?

O Mint conta com três versões, cada uma delas com um ambiente gráfico diferente:

CinnamonO mais moderno, inovador e mais completo ambiente de trabalho
MATEUm ambiente de trabalho muito rápido e estável
XfceO mais leve e o mais estável

A versão mais popular do Linux Mint é a Edição Cinnamon, desenvolvida principalmente pelo Linux Mint, possui uma interface lisa, bonita e cheia de novos recursos.

linux mint cinnamon

O Linux Mint também está envolvido no desenvolvimento do MATE, um ambiente de trabalho clássico que é a continuação do GNOME 2, o desktop padrão do Linux Mint entre 2006 e 2011. Embora perca alguns recursos e seu desenvolvimento seja mais lento do que o Cinnamon, o MATE roda mais rápido, usa menos recursos e é mais estável do que o Cinnamon.

linux mint mate

O Xfce é um ambiente de trabalho leve. Não suporta tantos recursos como Cinnamon ou MATE, mas é extremamente estável e muito leve no uso de recursos.

linux mint xfce

Embora existam mais recursos e melhor suporte em algumas edições do que em outras, e algumas rodam mais rápido e usam menos recursos do que outras, todas elas são ótimas alternativas, e escolher a edição certa é em grande parte uma questão de gosto.

Além de suas características e desempenho, Cinnamon, MATE e Xfce também representam três ambientes de área de trabalho diferentes, com diferentes menus, diferentes painéis e ferramentas de configuração. O caminho certo para você é aquele onde você se sente em casa.

Se você não tem certeza qual ambiente de trabalho escolher, comece com a edição Cinnamon. Experimente-as, eventualmente, quando tiver tempo. Todas elas têm seu próprio público dentro da comunidade Linux Mint e todas elas são muito populares.

32-bit ou 64-bit?

64-bit é recomendado.

As imagens ISO de 32 bits são fornecidas para compatibilidade com computadores antigos. Os processadores de 32 bits são extremamente raros hoje em dia e a maioria dos computadores conseguem executar sistemas em 64 bits. Se o seu computador foi fabricado após 2007, você provavelmente possui um processador de 64 bits.

Se você tem um computador antigo e não tem certeza se ele pode ou não funcionar em 64 bits, leia a Cronologia do X86

Ubuntu

O primeiro lançamento oficial do Ubuntu – versão 4.10, codinome “Warty Warthog” – foi lançado em outubro de 2004, e despertou grande interesse global à medida que milhares de entusiastas de software livre e especialistas se juntavam à comunidade Ubuntu.

O Ubuntu hoje tem muitos sabores e dezenas de derivados especializados . Há também edições especiais para servidores, nuvens OpenStack e dispositivos conectados. Todas as edições compartilham infra-estrutura e software comuns, tornando o Ubuntu uma única plataforma que vai de produtos eletrônicos de consumo a desktops e até a nuvem para computação corporativa.

O desktop Ubuntu é de longe a plataforma de estação de trabalho Linux mais usada no mundo, impulsionando o trabalho de engenheiros em todo o mundo. O Ubuntu Core define o padrão para sistemas operacionais pequenos e transacionais para dispositivos conectados altamente seguros.

O Ubuntu Server é o sistema operacional de referência para o projeto OpenStack e um sistema operacional convidado extremamente popular na AWS, Azure e Google Cloud. O Ubuntu é pré-instalado em computadores da Dell, HP, Asus, Lenovo e outros fornecedores globais.

Versões de ambiente gráficos do Ubuntu

Assim como o Mint que possui atualmente três versões de ambiente gráficos, o Ubuntu conta também com seus “Sabores”, contudo o Ubuntu tem uma grande gama de versões.

Gnome

Ubuntu linux Gnome

A versão oficial do Ubuntu conta com o Gnome como ambiente gráfico, que é o meu preferido de logas datas, abaixo segue os outros:

Kubuntu

Kubuntu linux

O Kubuntu oferece a experiência do Plasma Workspace do KDE no topo do sistema central do Ubuntu. Construído usando o kit de ferramentas Qt, ele oferece um sistema moderno, bonito e estável para uso em casa e no escritório.

Lubuntu

lubuntu linux

O Lubuntu é uma variante do Ubuntu mais rápida, mais leve e mais econômica, usando o LXDE, o Lightweight X11 Desktop Environment. Ele é direcionado a usuários “normais” de PCs e laptops que executam hardware de baixa especificação.

Ubuntu Budgie

ubuntu budgie linux

O Ubuntu Budgie fornece o ambiente de desktop Budgie, que se concentra na simplicidade e elegância. Ele fornece uma interface baseada em metáfora tradicional de desktop, utilizando um sistema baseado em painel, baseado em painel, personalizável.

Ubuntu Kylin

Ubuntu Kylin linux

O objetivo do projeto Ubuntu Kylin é criar uma variante do Ubuntu que seja mais adequada para usuários anteriores do Windows em todo o mundo. Estamos empenhados em fornecer-lhe uma experiência mais simples e agradável fora da caixa.

Ubuntu MATE

Ubuntu MATE linux

O Ubuntu MATE visa trazer a simplicidade e a elegância do sistema operacional Ubuntu através de um ambiente de desktop clássico e tradicional: o desktop MATE. MATE é a continuação do ambiente de desktop GNOME 2, que foi usado como desktop padrão do Ubuntu até 10.10.

Ubuntu Studio

Ubuntu Studio linux

O Ubuntu Studio é um recurso de criação de multimídia suportado pela comunidade do Ubuntu. O Ubuntu Studio é voltado para os entusiastas de áudio, vídeo e gráficos GNU / Linux, bem como para profissionais.

Xubuntu

Xubuntu linux

O Xubuntu é um sistema operacional elegante e fácil de usar. O Xubuntu vem com o Xfce, que é um ambiente de trabalho estável, leve e configurável.

Linux Mint ou Ubuntu qual escolher?

Bem entre o Mint e o Ubuntu eu prefiro atualmente o Mint por muitos motivos pessoais, um deles é que quando o Ubuntu tinha como ambiente gráfico padrão o Unity ele me deixou bem descontente e outro motivo é que o Gnome era na versão 2 um ambiente muito simples de usar e quando atualizou para versão atual me deixou muito insatisfeito no uso.

O Mint com sua interface Cinnamon me conquistou e hoje por essa e outras considero o Linux Mint como a melhor distribuição, posso mudar de ideia? posso, mas acho um pouco difícil.

Links

Veja também: Instalando linux na maquina virtual

Receba artigos e dicas no seu e-mail e fique sempre atualizado (é grátis)!

Eu quero!
100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

4 Comentários

  1. Raul disse:

    O ubuntu sempre foi meu preferido, mas depois do Unity eu acabei por conhecer mais afundo o Mint, e aí não deu outra…
    Tenho saudades dos bons tempos do Gnome 2 no Ubuntu mas até então eu prefiro ficar no Mint.

    • Ultra Li disse:

      Eu amo ubuntu, uso desde a versão 6 quando comecei a usar linux ainda no ensino médio. mas quando Unity chegou eu simplesmente o abandonei. Aproveitei pra usar o Debian e o CentOS foi legal mas voltei pro ubuntu assim que o Gnome retornou.

  2. Julio Damato disse:

    O autor do artigo precisa saber que o Mint é baseado no Ubuntu.