Você sabia que a unha de gato é muito diferente da nossa? Elas têm uma estrutura e uma função que fazem parte da vida e da saúde do seu pet.
Unha de gato
Imagem de Birgit por Pixabay

Você sabia que a unha de gato são muito diferentes das nossas? Elas têm uma estrutura, uma função e um cuidado especial que fazem parte da vida e da saúde do seu pet. Neste artigo, vamos explicar como são as unhas do gato, para que servem, como cuidar delas e como cortá-las sem causar danos ao animal.

Como são as unhas do gato?

As unhas do gato são retráteis, ou seja, elas podem se esconder dentro de uma bainha de pele quando não estão sendo usadas. Isso permite que o gato caminhe silenciosamente, proteja suas unhas do desgaste e evite arranhar objetos ou pessoas involuntariamente.

As unhas do gato são formadas por queratina, uma proteína que também compõe os nossos cabelos e unhas. Porém, as unhas do gato têm uma camada externa mais dura e uma camada interna mais macia, que contém vasos sanguíneos e nervos. Por isso, as unhas do gato são sensíveis e podem sangrar se forem cortadas muito curtas.

As unhas do gato crescem continuamente, assim como as nossas. Porém, os gatos têm um mecanismo natural de renovação das unhas, que consiste em arranhar superfícies ásperas para remover as camadas velhas e deixar as novas à mostra. Esse comportamento também serve para marcar território, liberar estresse e alongar os músculos.

Para que servem as unhas do gato?

As unhas do gato são essenciais para a sua sobrevivência e bem-estar. Elas permitem que o gato se defenda de possíveis ameaças, caçe suas presas, suba em árvores ou móveis, brinque com outros animais ou objetos e se expresse através de gestos e sons.

As unhas do gato também são importantes para a sua higiene pessoal. Os gatos usam as unhas para limpar os seus pelos, remover parasitas, coçar áreas difíceis de alcançar e cobrir as suas fezes na caixa de areia.

Como cuidar das unhas do gato?

Para cuidar das unhas do gato, é preciso oferecer a ele um ambiente adequado e estimulante, que atenda às suas necessidades naturais. Isso significa proporcionar ao gato locais altos para se refugiar, brinquedos para se divertir, arranhadores para afiar as unhas e uma caixa de areia limpa e confortável.

Os arranhadores são fundamentais para evitar que o gato danifique os móveis ou outros objetos da casa com as suas unhas. Eles devem ser feitos de materiais resistentes e atraentes para o gato, como madeira, sisal, papelão ou carpete. Eles também devem ter uma altura suficiente para que o gato possa se esticar por completo ao arranhar.

Além disso, é recomendável verificar periodicamente o estado das unhas do gato, observando se há algum sinal de infecção, inflamação, quebra ou encravamento. Se notar alguma alteração nas unhas do gato, é importante levá-lo ao veterinário para um diagnóstico e tratamento adequados.

Como cortar as unhas do gato?

Cortar as unhas do gato pode ser necessário em alguns casos, como quando elas estão muito compridas ou afiadas e podem machucar o próprio gato ou outras pessoas. Porém, cortar as unhas do gato não é uma tarefa simples nem agradável para o animal, por isso deve ser feita com cuidado e cautela.

O ideal é acostumar o gato desde filhote a ter as suas patas manipuladas, tocando-as suavemente e recompensando-o com carinho ou petiscos. Assim, ele vai associar esse contato com algo positivo e ficará mais tranquilo na hora de cortar as unhas.

Para cortar as unhas do gato, é preciso usar um cortador específico para felinos, que tem uma lâmina curva e afiada. O corte deve ser feito na parte transparente da unha, evitando a parte rosada, que contém os vasos sanguíneos e nervos. Se o gato tiver as unhas escuras, é mais difícil ver onde fica essa parte, por isso é melhor cortar apenas a pontinha da unha.

O corte deve ser feito em um ambiente calmo e silencioso, com uma boa iluminação. É recomendável ter a ajuda de outra pessoa para segurar o gato com delicadeza e firmeza, enquanto se corta as unhas. O gato deve estar relaxado e confortável, podendo-se usar uma toalha ou um cobertor para envolvê-lo.

O corte deve ser feito de forma rápida e precisa, sem puxar ou torcer as unhas do gato. É aconselhável cortar apenas uma ou duas unhas por vez, fazendo pausas para acalmar o gato e elogiá-lo. Se o gato ficar muito agitado ou assustado, é melhor interromper o corte e tentar novamente em outro momento.

Se ocorrer algum sangramento ao cortar as unhas do gato, é preciso aplicar um produto hemostático ou um algodão com água oxigenada na área afetada e pressionar por alguns segundos. Se o sangramento não parar ou se houver sinais de dor ou infecção, é preciso levar o gato ao veterinário.

As unhas do gato são parte essencial da sua anatomia, da sua saúde e do seu comportamento. Elas devem ser cuidadas com atenção e respeito, oferecendo ao gato um ambiente adequado e estimulante, que permita que ele expresse as suas necessidades naturais. Cortar as unhas do gato pode ser necessário em alguns casos, mas deve ser feito com cuidado e cautela, evitando causar danos ao animal.